DR. EDUARDO BORNHAUSEN DEMARCH
CRM/SC 19387

RUA JOÃO PLANINCHECK, 1990. BLUE CHIP CENTRO EXECUTIVO. JARAGUÁ DO SUL, SC.

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

Criofrequência: tecnologia revolucionária para uma remodelação corporal e facial completa.

Qual a diferença entre
Criofrequência e Criolipólise?

Como dito anteriormente, a Criofrequência age através do choque térmico que desestabiliza o metabolismo, quebrando as células de gordura. Esse choque térmico é gerado através do contato com a pele de uma ponteira que resfria a superfície a 10 graus negativos (-10ºC), enquanto o calor de até 60 graus positivos (60ºC) atinge, simultaneamente, as camadas mais profundas. A Criofrequência também age estimulando a formação de novas fibras de colágeno e de elastina. O resultado deste estímulo proporciona a tensão instantânea da pele, conhecido como efeito lifting.
 

Já a Criolipólise é um procedimento que usa somente o frio, no qual ocorre a sucção e o congelamento das células de gordura. Esse congelamento desencadeia uma mudança na estrutura celular daquela região. Em decorrência disso, o organismo desenvolve uma resposta inflamatória para eliminar estas células. O processo de eliminação destas células de gordura pelo organismo pode levar até 90 dias.
 

Tanto a Criofrequência, quanto a Criolipólise possuem comprovação científica com ótimos resultados na prática, porém uma terapia não substitui a outra, pois as mesmas agem com estímulos diferentes e tem respostas fisiológicas diferentes. O grande sucesso de vários profissionais é unir os dois tratamentos, o que depende de prévia avaliação e alcança excelentes resultados.